Imagine ser alvo de acusação penal de uma mulher ou de o homem de perfil psicopata .


PROCESSO VICIADO CONDENA GUENNADI AGIPA A ERRO DE JUSTIÇA INSANÁVEL.

Imagine ser alvo de acusação penal de uma mulher ou de o homem de perfil psicopata .

Imagine este psicopata arquitectar contra si o plano para o destruir . Plano que vai afectar a sua reputação pessoal , familiar , social e profissional.

Imagine que o plano contra si é desenvolvido a conselho de o advogado ou de uma associação de apoio à vítima ….. Usando a lei e os seus meios para destruir a sua reputação pessoal , familiar , social e profissional.

Imagine que o objectivo do psicopata é o conduzir à presença de o Tribunal , para que o tribunal pronuncie contra si uma sentença de prisão .

Imagine o psicopata na sua maquiavélica imaginação manipular a lei e a prova do ” suposto crime ” contra si e tornar notícia o suposto crime .

Imagine ser primeiro julgado pelas noticias especulativas produzidas pelos muitos jornais e muitos serviços noticiosos antes de você exercer o direito de defesa perante o Tribunal , conforme diz a Constituição da República Portuguesa.

Imagine que antes de você ser conduzido a presença do Tribunal o mesmo Tribunal que o vai julgar já formou uma convicção de que você é culpado , pelo facto de você ter sido notícia na comunicação social .

Imagine que o Tribunal não querendo ir contra a ” FORÇA ” da comunicação social , decide decretar contra si uma sentença de PRISÃO !!!

E SE LHE DISSER QUE FOI O QUE ACONTECEU COM O CIDADÃO ENGENHEIRO GUENNADI AGIPA.

“… o indivíduo de perfil psicopata tem o poder imaginativo ilimitado de planear e causar sofrimento à vítima. ” afirma o professor de Direito , Mauricio Dieter .

Depois de analisar o processo de Guennadi Agipa não tenho dúvidas de estar perante o processo viciado , afirmação de Cid Rodrigues jornalista de investigação.

O juiz desembargador João Tomás Carvalho, entende que processos idênticos ao do engenheiro Guennadi Agipa existem e que os tribunais portugueses falham na correcta e justa administração da justiça e que os magistrados receiam contrariar a comunicação social.

O professor de Direito Mauricio Dieter ” Entende que muitos cidadãos de bem foram humilhados e condenados pela justiça a uma sentença de prisão efectiva pelo facto do tribunal valorizar provas de psicopatas que se fazem passar por VÍTIMAS. “

A história de Guennadi Agipa poderia ser consigo .
Este erro insanável de justiça quem o vai corrigir ?

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s